Flexibilização

O termo “flexibilização” refere-se ao necessário pós-tratamento dos rolos de abrasivos recém-fabricados, antes da sua transformação em cintas abrasivas, folhas de lixa, discos de lixa, etc.

Os rolos de abrasivos são denominados “abrasivos flexíveis”, ou seja: sobre um suporte base flexível de papel, algodão ou tecido sintético misto são aplicados grãos abrasivos e fixados através de adesivo (aglomerante) bem como uma camada de verniz especial (pintura posterior ou aglomerante de cobertura). Devido à dureza e fragilidade do aglomerante de cobertura, o abrasivo é frágil e quebradiço logo após o fabrico, sendo ainda inadequado para a aplicação.

Na subsequente flexibilização o abrasivo é passado várias vezes, e em diversos ângulos sobre um denominado eixo de fexão. Assim, a camada de pintura posterior é definida geometricamente, rompida e ganha a flexibilidade necessária para a continuidade do seu processamento e para a utilização do abrasivo.

Ir para informações sobre lixamento